Quais são as prioridades para se livrar das dívidas.

Atualizado: 14 de dez. de 2021




Já que existe um problema, qual será a solução? E a primeira pergunta que todos fazem, nesse momento, é: Como vou pagar as dívidas se tenho um monte delas acumuladas ?


A primeira coisa que deve ser feita é o reconhecimento do problema. Você precisa reconhecer que existe um problema a ser resolvido. Somente com esse grau de consciência é que você vai começar a encontrar os melhores caminhos para resolvê-los. Isso só é possível quando você consegue fazer uma reflexão sobre o seu comportamento. Se você não aceita que tem dificuldade em resolver o problema, jamais conseguirá sair dessa situação.


A dica que lhe dou, é a seguinte: Faça isso de uma forma tranquila, com prazer, pensando em todas as coisas boas que você deseja conquistar. Pense na sua paz. Em sua saúde. Em sua família. Em sua casa cercada de boas energias.


Fazer essa análise de uma maneira tranquila significa sentar e conversar com as pessoas que moram com você e discutir abertamente sobre o problema. Esse é o passo inicial para que a solução seja encontrada.


Mas, lembre-se: Nada de energia negativa. Faça isso com naturalidade buscando refletir e entender o que leva você ou sua família a passarem por essa falta de equilíbrio financeiro. Será que é falta de conhecimento em lidar com o dinheiro ? Será que são questões emocionais ? Enfim, busque entender o que faz o problema existir.





A seguir você precisa compreender que só conseguirá transformar a teoria em ações práticas a partir do momento que fizer um ótimo diagnóstico das suas finanças. Com esse diagnóstico você terá um retrato fiel da sua realidade financeira e poderá planejar às ações que irá executar.


Sem um bom diagnóstico fica difícil você conseguir estabelecer as metas e objetivos que terá que cumprir para superar o problema, justamente porque você não tem o panorama exato das suas dívidas. Sendo assim, registrá-las é fundamental para que você consiga vencer essa fase.


Assim, faça um levantamento detalhado de todas as dívidas que possui separando por prioridade. Importante, não se esqueça de nenhuma.


Marcelo, como assim separando por prioridade ? Você precisa separar quais são as dívidas que envolvem serviços essenciais, ou seja, aquelas que precisam ser negociadas e pagas imediatamente para que a sua vida se mantenha em ordem, tipo: conta de luz, gás, entre outras. O objetivo é evitar o corte dos serviços que são considerados indispensáveis. Com isso, nós começamos a organizar a sua vida de forma que você consiga ter a harmonia inicial para resolver as demais dívidas.


Aproveite e selecione todas as dívidas que envolvem bancos, cartões de crédito e financeiras. Provavelmente, essas são as que têm as maiores taxas de juros. Faça uma comparação com as demais dívidas e veja se realmente essa informação está correta. Somente com esses dados em mãos você conseguirá analisar e traçar uma estratégia para se livrar das suas pendências.


Outro fato importante, é que para conseguir negociar com as instituições financeiras você precisa adotar uma postura extremamente realista. Não adianta eles chegarem e lhe apresentarem uma proposta que você não terá como honrar após alguns meses. Esse tipo de comportamento por parte das pessoas é bastante comum e tende a piorar ainda mais a situação.


Então, não se esqueça: Não tenha vergonha do seu momento atual e jamais fuja do problema. O segredo está em enfrentar o problema de frente, com a cabeça erguida e responsabilidade. É importante que você esteja ciente que é capaz de sair dessa situação e passar a viver de uma outra maneira. De uma forma bem mais tranquila. Sem dívidas e nem cobranças em sua casa.


Fica a dica !


Grande abraço,


Marcelo Teófilo



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo